Poemas  visuais e poesias, década de 1970 
by Andrade Almandrade

 

PARADOXO

 

O infinito reclina

e adormece

na solidão dos enigmas.

As manias gregas

O mármore das imagens.

Mitos e estátuas

que desafiam

o vazio e o abstrato.

Verdades,

dúvidas de ninguém.

***

DSCN1075

***

SÃO PAULO

 

 

Samba e Sampa

Mangueira

estação primeira

e a musa

não a do samba de Noel

uma rosa vermelha

caminhando sob o sol de

São Paulo.

***

JA-065349

***

Não te conheço

vi tua fotografia

e li teus versos

sonhei com o gosto

de tua língua

ouvi tua voz

imaginei tua nudez

sobre a cama

antes do sono

não sei

me fazendo

um convite

a volúpia nos rondava.

***

JA-065347

Print Friendly, PDF & Email
Please follow and like us: